Pesquise no blog:
segunda-feira, 4 de novembro de 2013 ás 20:14 pm

Se você perdeu algum lance do último desfile, essa é sua chance de ficar por dentro de tudo que rolou na última terça, 29.10 (indicamos a leitura acompanhada de uma trilha adequada: A trilha sonora do desfile, por Rodolfo Tavares e Daniel Tamempi)

Vamos do começo. O tema dessa coleção é Moleton Couture, que tem como carro chefe o tecido que mais agrada aos amantes do street wear, o moletom. Depois de algumas temporadas sem utilizar esse material nos desfiles, Juliana agrega design ao esportivo e urbano, uma das principais marcas de seu trabalho autoral. Esse caminho pode ser percebido em peças como os moletons com tela aplicada e bordada, nas peças em jacquard dourado com apliques de cetim e nas peças de moletom com aplique de couro phyton bordado. Peças de neoprene estampado em florais preto e branco, rebordadas com vidrilhos, além daquelas que compõem a família de couro matelassado, com silhueta de moletom.

 croqui charles3 charles2charles1 charles4

Imagens desfile: Charles Naseh/Site Chic/Reprodução

Em uma parceria com o designer de jóias Christopher Alexander, os acessórios trouxeram ainda mais charme e sofisticação para os looks, todos feitos em cima da temática celta, com incríveis construções que chegam a três andares em um único brinco. Glamour certeiro.

christopher

O designer Christopher Alexander – Reprodução/Instagram 

cris cris2 cris3 cris4

Na maquiagem, Henrique Martins, da Capa Mgt, desenvolveu a beleza para o desfile. Brilho e muita vivacidade para uma mulher urbana e dinâmica!

CapaMGT3 CapaMGT6 CapaMGT8 JJ_SPFW_005

Fotos: Instagram/Capa MGT/Reprodução

Arrematando o look, os óculos da Evoke fizeram as vezes na passarela, dando um up no visual de quem não abre mão de um acessório a mais no look.

JJ_SPFW_047

Nos looks finais do desfile, é possível conferir os looks da Gold, marca Juliana Jabour exclusivamente dedicada aos vestidos de festa.

charles5 charles6

Imagens desfile: Charles Naseh/Site Chic/Reprodução

Ninguém mais indicado para unir todos esses elementos em um desfile homegêneo do que Daniel Ueda, que assina o styling da coleção. A somatória de todos esses elementos se transformou na Moleton Couture, que em breve estará nas lojas e venda online. Caso você seja lojista e queira saber como adquirir, é só entrar em contato com o Contemporâneo Showroom.

E que venham os próximos desfiles! Cheers!

 

sexta-feira, 1 de novembro de 2013 ás 20:59 pm
Assunto: mixtape Música

Nem só de roupas é feito um desfile. A gama de profissionais é imensa, e como não podia deixar de ser, moda e música são irmãs quase inseparaveis. A ambientação musical de um desfile traz vida pra roupa, e ajuda muito a entender o conceito desfilado. Por aqui não poderia ser diferente!

Para o nosso inverno 2014 escolhemos uma trilha leve, e ao mesmo tempo urbana, tudo a ver com a Moleton Couture!

JJ-SPFW

Trilha Juliana Jabour Inverno 2014 by Julianajabour on Mixcloud

A trilha é assinada pela dupla Daniel Tamempi e Rodolfo Tavares, que fazem parte do coletivo Soundproof. A trilha ficou uma delícia pra ouvir no ipod enquanto você dá aquele passeio pelo parque no final de semana.

Enjoy!

 

segunda-feira, 28 de outubro de 2013 ás 20:36 pm

Tudo começa no ateliê de Verginer, com uma compilação de madeiras coladas, se fundindo em um grande bloco. Depois disso, uma serra é usada para esculpir os primeiros traços da obra. E com serras cada vez menores ele cria imagens surreais do cotidiano humano, sempre com alguma melancolia.

willyv_1 willyv_2 willyv_3 willyv_5 willyv_10

As imagens são de encher os olhos, e o resultado gerou uma série chamada Human Nature, que já viajou por galerias de todo o mundo.

Dá pra conhecer a série completa e outros trabalhos de Willy Verginer aqui.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013 ás 20:27 pm

A máxima de que toda história tem seu fundo de verdade, pode até ser real: Medusa, deusa da mitologia com cabelos que eram cobras vivas e um olhar que petrificava quem lhe encarasse nos olhos, tem uma versão mundana. Mas não é nenhum ser especial vivendo entre nós, e sim um lago na Tanzânia.

1

O lugar é conhecido por ser mortal para aves e outros pequenos animais que se aventuram pelas suas águas. Ao entrar em contato com  a alcalinidade do lago – teor que varia entre 9,5 e 10 – o animal acaba morrendo, mas fica imortalizado na forma em que tocou a água, que calcifica o corpo do bichinho.

Ao saber dessa “qualidade” do lago o fotógrafo americano Nick Brandt fez uma série  linda – e assustadora – ao trazer os animais para posições que estariam caso estivessem vivos.

2 Calcified Fish Eagle

Nas palavras de Nick: “Inesperadamente encontrei as criaturas ao longo da costa do Lago Natron, no norte da Tanzânia. Ninguém sabe ao certo exatamente como eles morrem, mas parece que o lago reflete bastante a luz e isso os confunde. Assim como pássaros colidem com janelas de vidro, eles caem dentro do lago. A base e o sal fazem as criaturas se calcificarem, perfeitamente preservadas, à medida que secam. Eu tirei essas criaturas de onde as encontrei no litoral e, em seguida, coloquei-as em posições “vivas”, trazendo-as de volta para a “vida”, por assim dizer. Reanimados, vivos outra vez na morte.”

Dá pra conhecer mais do trabalho do Nick, aqui.

quarta-feira, 23 de outubro de 2013 ás 19:37 pm

Um dos maiores simbolos de Barcelona – e da arquitetura mundial – a Sagrada Família de Antoni Gaudí está em processo de construção desde 1882. Mas existe um fio de esperança para os admiradores do trabalho de Gaudí. No vídeo abaixo, lançado pela fundação que cuida da catedral, é possível ver através de uma animação 3D como o projeto vai ficar em 2026.


Em cada fachada, quatro torres que somadas representam os 12 apóstulos, e que cercam a torre principal que é a torre de Jesus. Equivalente em altura com a torre dos apóstolos está a torre da Virgem Maria. E esses são apenas alguns simbolismos que a obra carrega.

sagrada sagrada2

Enquanto a obra completa não fica pronta dá pra visitar a catedral que já existe em Barcelona que continua aberta para visitação. Se não está nos seus planos viajar até lá, da pra fazer uma visita virtual pelas alas, aqui.

 

segunda-feira, 21 de outubro de 2013 ás 21:13 pm

Conhecida como Shunga, que pode ser traduzida literalmente como “florecer da primavera”,  a arte erótica do Japão ganha uma mostra especial no British Museum e retratam um Japão desconhecido pelo Ocidente, numa época em que os japoneses eram proibidos de ter contato com o lado de cá.

1 2 3

Uma série de xilogravuras e ilustrações que vão dos séculos XVI ao XVIII, serão distribuídas na mostra Shunga – Sex and Pleasure in Japanese Art – que fica em cartaz até janeiro em Londres.

P.S.*A mostra e só para +16, por conter imagens explicitas em muitos dos casos.

 

sexta-feira, 18 de outubro de 2013 ás 19:53 pm
Assunto: Arte Música

Tem coisa boa chegando pros fãs de rock psicodélico. Os já veteranos Flaming Lips viraram parceiros do Tame Impala. Primeiro porque as duas bandas vão fazer três shows juntas, agora em outubro, na Califórnia (Los Angeles, San Francisco e Santa Barbara). Depois porque, recentemente, Kevin Parker e seu Tame Impala tocaram em uma leva de shows alguns covers de Flaming Lips. E, agora, em retribuição, o Flaming Lips de Wayne Coyne foi “pego de surpresa” em estúdio gravando “Elephant”, música-hit do Tame Impala

Durante esses shows das duas bandas os Flaming Lips vão vender um EP em vinil contendo “Elephant”no lado A e “Runway, Houses, City, Clouds” como lado B, ambas as músicas do Tame Impala. Talvez valha uma pequena fortuna daqui algum tempo, uma vez que não existe promessa de venda comercial desse vinil.

É só dar play e aproveitar o final de semana!

quinta-feira, 17 de outubro de 2013 ás 22:00 pm

Vez ou outra nos deparamos com coisas do tipo “nossa, como eu não pensei nisso antes”. Talvez seja o caso da arte de Andre Levy.

O Artista plástico enxergou em moedas (de diversos países), um mundo a parte. Muita gente por aí nem considera moeda dinheiro, e muito menos para pra olhar uma delas por mais do que alguns segundos. Ou será que todo mundo sabe o que tem estampado atrás da nossa moeda de 5 centavos?

1 2 3 4 5 untitled

André esbanja referências da cultura pop em moedas de todo tamanho, trabalhando com tinta e pincel um traço minucioso para dar vida nova pros esquecidos trocos, que como ele mesmo define “São, na verdade, pequenas esculturas massivamente reproduzidas”. E não deixa de ser verdade, não é?

Dá pra acompanhar os trabalhos mais recentes do André, é só seguir ele no Instagram.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013 ás 19:30 pm
Assunto: Arte Variedades

Desde muito pequeno Doug Bloodworth se interessou muito por pelos ícones de filmes de bang bang e pelo mundo infantil do qual fazia parte. Portanto, não é de se estranhar tantos trabalhos com doces, jogos de tabuleiro ou todo tipo de comida que criança ama.

doug

bloodworth-road-map  dougbloodworth-6 wonderwoman-560x419

Em seus trabalhos, estão grandes campanhas para a indústria do entretenimento, e pinturas para grandes produtores alimentícios, que logo viram o potencial do artista em cativar com suas pinturas.

Sim, todas as imagens acima são pinturas, no melhor estilo ultrarealista que fez a fama de Doug.

Vale a pena conferir a gama de trabalhos do artista, tudo aqui no site dele.

 

terça-feira, 15 de outubro de 2013 ás 20:28 pm

Partindo dessa premissa, o artista plástico Loro Verz cria sua arte divertida e multicolorida, que transita entre o grafite, escultura, e  ilustração para criar uma atmosfera caótica de referências e padrões.

Loro é brasileiro, cursou artes na Central Saint Martins e já levou seu trabalho para todo tipo de galeria mundo a fora, inclusive nos Jogos Olímpicos de Londres, onde assinou pares de tênis que seriam presentados para os atletas da competição.

loro4

loro1 loro2 loro3

O trabalho dele não poderia deixar de aparecer na moda, em estamparia e lustração pras mais diversas marcas, nacionais e internacionais.

Loro Verz tem um site super completo, que vale a visita.

Page 1 of 9312345...102030...Last »