Pesquise no blog:
sexta-feira, 3 de maio de 2013 ás 22:10 pm

JJ_BLOG

Nesta segunda, 6 de maio, começa o super Bazar Juliana Jabour! E o evento  vai ser babado!
As peças estão com até 90%off (desconto de verdade, please!) e a seleção é linda, maravilhosa e você vai querer levar tudo para casa! rsrs

Então, como queremos que você aproveite essa experiência ao máximo, preparamos algumas dicas em nosso maravilhoso MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA EM BAZARES.

Vamos lá:

1 – Que horas chegar?

A melhor hora para chegar é a  hora anunciada! Se não for uma sale exclusivíssima com entrada limitada, não adianta fazer acampamento na frente do lugar. Acorde tranquila, tome o seu café da manhã completo para garantir energia para o garimpo e vá! Todo mundo vai entrar!

jj_bazar

Lembrete: o nosso bazar funciona de segunda à sexta das 11h às 20h. Aos sábados das 12h às 20 e domingos e feriados das 12h às 18h.

2 – Com que roupa eu vou!?

Bom, bazar bom é bazar lotado! E isso implica em provadores cheios… Para facilitar a prova das peças, invista em leggings e camisetas básicas ou uma segunda-pele. Um calçado confortável e fácil de tirar também é uma boa ideia.

3 – Planeje-se!

São tantas as opções em um bazar que a gente pode enlouquecer e passar dos limites… Bom, queremos que a sua vida financeira continue saudável (queremos o seu bem também, poxa!), e por isso, vale fazer uma lista básica com aqueles itens obrigatórios. Na hora, você pode até mudar de ideia sobre um acessório ou outro, mas não perderá o foco total.

4 – Keep calm e vá garimpar

Aquela sua amiga que sempre compra as peças mais incríveis no mesmo bazar que você foi e não encontrou nada, não é sortuda. Ela tem paciência e domina a incrível arte de garimpar, que consiste no simples ato de fuçar todos os cantos da loja em busca de peças preciosas e perfeitas para você! Pratique!

BLOG_JJ

5 – Gostou!? Então mantenha com você!

Encontrou a blusa que você tanto queria? Ah, que bom! Agora guarde com você. Nada de deixar ali, dando sopa, porque alguma desavisada por levar embora. Aí bebê, chora…

Uma shop bag pode ajudá-la nessa hora. Fique tranquila, no Bazar Juliana Jabour a gente providencia a bolsa, tá?

6 – Muito amor no ambiente

Os ânimos podem esquentar na disputa pela peça perfeita. Mas não no nosso bazar! Além de ter opção para TODAS, peças novas, lindas e incríveis chegarão a cada semana.

7- Quer pagar quanto!?  

Regra de ouro da frequentadora de bazar : saiba quais são as suas opções de pagamento. Cartão, cheque, só cash… Imagina a tristeza de descobrir que não aceitam o seu cartão, depois de 3 horas de pesquisa e mil achados!?

No Bazar Juliana Jabour, aceitaremos dinheiro, cheque e cartões de crédito Visa e Mastercard.

Parcelamento somente nas compras acima de R$200 (2x no cartão ou cheque) ou 3x a partir de R$300 em compras. Nos pagamentos com cheque, a primeira é à vista, ok?

 

Agora que você já leu esse manual e está preparada, esperamos você no nosso bazar, hein?

Bazar Juliana Jabour

Rua João Cachoeira, 1364 – Itaim Bibi

de 6 a 26 de Maio

Até 90%off e novas peças toda semana!

segunda-feira, 29 de abril de 2013 ás 21:36 pm

Andando pela rua, viu uma cena que merecia ser retratada e compartilhada. Mas ao invés do costumeiro aplicativo cheio de filtros, abriu o Rando, tirou uma foto de primeira e enviou. Não se sabe para quem, não importava… Aguardou um pouco, e de repente, uma nova imagem do outro lado do mundo chegou, como resposta. Não conhecia o remetente, mas descobriu que a foto que recebera veio da Coréia do Norte. Sorriu e seguiu seu caminho, pensando no destino da próxima foto que receberia.

Rando está disponível para IOS e Android.

sexta-feira, 26 de abril de 2013 ás 18:35 pm

O mundo dos quadrinhos, à sua maneira, ingressou na onda de protestos contra a atuação de Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos. Nesta quinta-feira, 25.04, a Folha publicou uma composição de tiras com Allan Sieber, Angeli, Laerte, Caco Galhardo e outros autores se beijando.

Mundo Monstro
Piratas do Tietê

O protesto  ganhou força nas redes sociais com a criação da fan page Beijaço no Laerte, no qual artistas, ilustradores e entusiastas beijam virtualmente a figura colorida do cartunista. São diversos tipos de beijos e personagens contra o preconceito e a desigualdade. E o mais legal é que todo mundo pode mandar sua bitoquinha!

Piratas do TietêPiratas do Tietê

Um beijo pro Laerte!

quinta-feira, 25 de abril de 2013 ás 21:55 pm

jj_blog

Lady Ella

Primeira Dama da Música

Ella Fitzgerald

Em 25 de abril de 1917 nascia Ella Jane Fitzgerald, em Newport News, Virgínia. 96 anos depois, estamos aqui, celebrando a vinda dessa estrela que tornou nossa vida mais bonita sua voz perfeita.

Foram 59 anos de carreira, mais de 200 álbuns entre jazz, ópera e bossa nova, mais de 40 milhões de discos vendidos, 14 Grammys e duas importantes premiações do governo dos EUA: a Medalha Nacional das Artes, do presidente Ronald Reagan, e a Medalha Presidencial da Liberdade, de George H. W. Bush.

Números inimagináveis para a menina que queria ser dançarina. Quando perdeu sua mãe, em 1932, vítima de enfarte, Ella parou de estudar. Foi vigia de bordel e morou na rua. Até que, em 21 de novembro de 1934, com apenas 17 anos, Ella fez sua estreia como cantora no Teatro Apollo, no Harlem. O público começou a chegar e, com eles, a oportunidade de participar de competições. Com suas referências da juventude, como Louis Armstrong, Bing Crosby e The Boswell Sisters, e sua voz impressionante, novas oportunidades surgiram. Depois de um tempo em carreira solo como líder da banda “Ella Fitzgerald and her Famous Orchestra”, Ella entra para a gravadora Decca em 1942. Mas, foi na Verve que sua carreira decolou. Ali, foi produzido o material que mudaria a vida de Ella e que viria a ser um documento cultural americano, o Great American Songbook.

O período de 1956 a 1963 foram os mais dourados de sua carreira. Com a venda da Verve, Ella segue carreira em diversas gravadoras e acaba se afastando um pouco do jazz, devido aos novos trabalhos.

Mas, surpreendendo ao público e à crítica, Ella volta a fazer sucesso em 1972, com o álbum Jazz at Santa Monica Civic ’72. A carreira, entretanto, entrou em declíniou pouco tempo depois, por conta de problemas de saúde. Em 1991, Ella fez sua última gravação e, dois anos depois, a última apresentação. No dia 15 de junho de 1996, nossa estrela partiu.

Por sua história e legado, essa é a nossa singela (porém honesta) homenagem à Lady Ella!
WE LOVE YOU!

Fique com a versão de Ella para Hey Jude!

quarta-feira, 24 de abril de 2013 ás 20:25 pm

jj_xx

Caiu na rede! The XX liberou hoje a nova faixa Together, parte da trilha sonora da super produção de Baz Luhrmann, The Great Gatsby.

A trilha sonora oficial do filme será revelada em 6 de maio, antecendendo a estreia do filme, que chegará às telas americanas em 10 de Maio. Estamos ansiosos!

Enquanto aguardamos a trilha sonoro completa, curtimos  The XX – Together!  Toca o play!

terça-feira, 23 de abril de 2013 ás 20:51 pm

Filho de um dono de antiquário e galeria, o fotógrafo paulista Cássio Vasconcellos começou sua carreria ainda bem jovem. Aos 15 anos, ganhou a primeira câmera de seus pais, e nunca mais parou. Da escola Imagem-Ação, para fotografias públicitárias depois, investindo na carreira solo, projetos artísticos que percorreram galerias e museus nacionais e internacionais. Com seu olhar inovador, faz parte de uma geração que reinventou a fotografia brasileira do anos 80 para os 90.

Cássio também é piloto de helicópteros. E como sempre viu o mundo nas alturas, decidiu compartilhar sua visão privilegiada  na série Aéreas, seu trabalho mais recente. O livro, com edição limitada, numerada e assinada pelo autor, pertence à coleção Fotógrafos Viajantes.

Abaixo, você pode conferir algumas fotografias de Aéreas. Boa viagem!

JJ_01 jj_02 jj_03 jj_04 JJ-03

 

segunda-feira, 22 de abril de 2013 ás 19:01 pm

Keith Haring teve uma carreira curta mas impactante, que influenciou gerações. As ruas de NY dos anos 80 eram refletidas em seus  traços divertidos e figuras coloridas que marcaram muros e endereços diversos em todo mundo.

Mas foi aqui, no Brasil, que o pai do grafitti moderno encontrou refúgio em meados da década de 80. Na cidadezinha de Serra Grande, perto de Ilhéus, na Bahia, Keith Haring fez amizades com pescadores e suas famílias e inspirado, deixou sua marca em quase todos os lugares: paredes, teto, chão… Quase 30 anos depois, os diretores Guto Barra e Gisela Matta voltam à Serra Grande para revisitar o legado que Haring deixou na propriedade de seu amigo, o artista plástico Kenny Scharf. Em uma cabana, o principal trabalho de Haring na comunidade estava quase sumindo devido ao desgaste do tempo e acúmulo de areia. E é em torno da restauração dessa obra e de lembranças da passagem do artista pela cidade que se desdobra o documentário Restless: Keith Haring in Brazil, feito em parceria com a Keith Haring Foundation.

jj-02

keith haring no brasil

O documentário que ainda não tem data de estréia confirmada, mas para ter um gostinho, você pode conferir o trailer:

RESTLESS – KEITH HARING IN BRAZIL / OFFICIAL TRAILER ENGLISH from gutobarra on Vimeo.

sexta-feira, 19 de abril de 2013 ás 22:26 pm

Ju Jabour marcou presença no primeiro fim de semana de um dos maiores festivais de música do mundo: o Coachella!

ok2

Além de curtir esse clima maravilhoso e um line-up de dar inveja em quem ficou em terra brasilis, Ju nos inspirou e decidimos fazer um post especial de looks de festival! E o pessoal que passou por lá caprichou, viu?! Então, ligue o som, entre no mood de música, sol e liberdade e comece a preparar o outfit para arrasar no seu próximo festival!

Começando com ela, nossa querida Ju Jabour:

ok
Look #1: O clima quente é perfeito para a combinação shortinho e camiseta. Sandálias ou botas, você que escolhe, mas lembre-se: pode chover, e aí, é lama! Faz parte, mas…

ok4
Look #2: Uma camiseta menos estrutura e confortável também é uma boa pedido. Vimos muitas camisetas de banda, mas você pode dar um charme para o look com uma renda ou bordado.

accesso_01
Looks curtinhos: Como é verão na parte de cima do hemisfério, todo mundo exibiu as pernocas. Adoramos o look de Kate Perry, elegante e divertido. Só o salto que não é muito indicado, pois o shows acontecem no gramado…  Alessandra Ambrósio estava perfeita e o lenço na cabeça é uma peça chave para você apostar: pode ser amarrado na cintura e até virar um cachecol se a temperatura cair.
Já Diane Kruger deu bossa para a camiseta rocker com o bottom estampado. Destaque para a bolsa a tira a colo super delicada!

accesso_blog02
Acessórios de festival: Chapéus e óculos são companheiros inseparáveis para se proteger do sol. O panamá de Agyness Deyn é um clássico e sempre marca presença. Mas o floppy hat, como o de Thaila Ayala, com abas achatadas fez a cabeça de muitas belas no festival! Outra tendência forte são os óculos redondos ou levemente arredondados, como o de Alexa Chung.  E aposte nas bags menores para facilitar a circulação, só leve o necessário!

Mas a dica mais importante é: você tem que se sentir bem e confortável para curtir o festival!
Esperamos que tenha gostado! ;)

 

quinta-feira, 18 de abril de 2013 ás 22:56 pm

Conhecido por suas esculturas hiperrealistas, depois de um longo tempo de reclusão, o artista  australiano Ron Mueck volta à Paris para expor novas obras na Fondation Cartier pour l’art Contemporain.  As reproduções são tão fieis aos traços do corpo humano, que somente um detalhe não nos confunde com pessoas: a dimensão.  Os personagens de Ron podem atingir até cinco metros de altura, como a escultura Boy 1999 exibida na Bienal de Veneza. Para essa mostra, o escultor apresenta novas peças e um documentário (clique aqui para assistir uma parte do projeto) produzido em parceria com o fotógrafo e amigo de longa data Gautier Deblonde.

Assista ao making of da mostra do artista:

Confira as novas e hiperreais esculturas de Ron Mueck:

jj_01
jj_04
jj_02  jj_03 jj_05

quarta-feira, 17 de abril de 2013 ás 23:21 pm

Inspirado em fotos antigas da família, Michal Taharlev decidiu recriou imagens utilizando uma ferramenta um tanto peculiar: uma agulha, e é claro, muita paciência!

O artista que vive em Tel Aviv, furou telas milhares de vezes até revelar uma imagem.

Para Taharlev, o ato de utilizar agulhas em fotos e o ato agressivo de destruir uma imagem que representa a nossa memória nos leva a questionar o futuro da fotografia.

Confira o trabalho de Taharlev:

JJ_02 Jj-03 Jj-04 Jj-05 Jj-06

Page 10 of 93« First...89101112...203040...Last »