jj_blog

OMG! Os fãs de Pacman, ícone dos anos 80, vão pirar! Saiu uma versão online de um dos games mais queridos do mundo, no qual você é o fantasminha amarelo.

E o melhor, está disponível aqui.

Adeus produtividade!

Mixtape#36 – Especial Dia do Rock com Marcelo Roncatti

marcelo

Hoje é dia de rock, bebê! Em 13 de julho de 1985, Bob Geldof organizou o Live Aid, um show simultâneo em Londres, na Inglaterra e na Filadélfia, nos Estados Unidos. O objetivo principal era o fim da fome na Etiópia e contou com a presença de artistas como The Who, Status Quo, Led Zeppelin, Dire Straits, Madonna, Queen, Joan Baez, David Bowie, BB King, Mick Jagger, Sting, Scorpions, U2, Paul McCartney, Phil Collins,Eric Clapton e Black Sabbath. A reunião de tantas lendas e o objetivo nobre do evento fez a data entrar para a história como o Dia Mundial do Rock.

E quem celebra esse dia com a gente e comanda uma mixtape recheada de clássicos do rock é o designer Marcelo Roncatti. Aficionado por futebol e pelo seu Palmeiras, quando não está  falando de suas paixões, Roncatti está envolvido em projetos digitais, de Design ou ilustração no estúdio Colletivo, no qual é um dos cabeças. Para essa mixtape, Marcelo convocou um time de respeito para roqueiro nenhum botar defeito.

Que os deuses do rock estejam com você! Play \m/
mixtape_diadorock_02

Mixtape #36 – Dia do Rock com Marcelo Roncatti by Julianajabour on Mixcloud

 destaque

Os anos 70 e sua moda inspiram as passarelas há duas temporadas e uma peça voltou à brilhar: o macacão. Celebs apostaram no hit que virou queridinho, ganhou as ruas e fez nosso coração bater mais forte. Quem não quer, né? O bom do macacão é que ele é versátil: valoriza a silhueta e as diversas opções de modelo permitem mix que vão do básico para o dia a dia até superproduções para festas. Mesmo assim, se você deseja incorporar esse hit em seu closet, saiba de uma coisa: seu corpo determina o tipo de macacão e não você! Mas, thanks god, tem para todas! Para ajudar você que deseja se jogar nesse hit, separamos algumas dicas:

_ Qual é o meu tipo de macacão? Por ser uma peça única, o macacão tende a aumentar o tamanho do quadril. Uma maneira de suavizar isso é optar por modelos com as pernas mais afuniladas, como skinny e cenoura.

blog02

_Valorize o que tem de bom! Um cintinho básico na cintura faz toda a diferença… A produção fica bem mais feminina e o corpo supervalorizado. Uma dica para alongar a silhueta é apostar nas peças escuras e um par de saltos.

blog05

_ Preste atenção ao tecido: tecidos ultraleves, como seda, só devem ser usados por quem tem o corpo realmente magro, pois podem engordar a silhueta. Os modelos com tecidos mais encorpados, com mais peso, vestem melhor todos os tipos de corpo e, quando ajustados em um corpo em forma, podem até emagrecer.

blog03

_ Adoro cores e estampas, e agora!? Bom, tenha sempre em mente que o foco é para o macacão. Se esfriar, por exemplo, invista em casacos com ombros estruturados.  E tenha sempre em mente: “Mais é menos”: poucos acessórios, combinações clássicas em P&B ou monocromáticas são ótimas alternativas. Mas se a peça for bem estampada, aposte em um blazer, de preferência liso.

blog04

_ E nos pés!? – Nem todo macacão pede salto alto; se o seu tiver o comprimento um pouco reduzido nas pernas, deixando os tornozelos à mostra, ficará bem com flats, por exemplo.

blog06

Gostou!?

Esperamos que sim! E se você quiser um modelo lindo e exclusivo Juliana Jabour, acesse aqui a nossa loja na Farfetch e encontre um macacão para chamar de seu!

blog01

 

Diretor de criação, ilustrador e fotógrafo. Na carreira publicitária há 17 anos, Brock Davis é um artista multidisciplinar que divide seu tempo entre anúncios e projetos pessoais, sempre com muita criatividade. Ele é o responsável pelo projeto Make Something Cool Every Day, no qual, ao longo de 1 ano postou um trabalho criativo inédito religiosamente todos os dias. Além disso, ele faz ilustrações bem legais para camisetas e tira fotos incríveis em seu Instagram. São imagens divertidas, postadas diariamente. Vale a pena seguir!

Confira alguns clicks:

68435746572bfd0955483f7e3c061616 f92ea85f04a5ef74c7f2aad59e2ab70a jj_01 JJ-02 JJ-03

 

jj_01

No dia 4 de julho de 1862, há exatos 151 anos, o escritor Charles Lutwidge Dodgson acompanhava as 3 filhas de seu amigo, Henry Liddell, em uma viagem de barco no rio Isis em Oxford na Inglaterra. Uma das irmãs, Alice de 10 anos, pediu para Charles contar uma história para entretê-las. O escritor, então, contou uma história mirabolante de uma jovem entediada chamada Alice. Naquele momento, nascia uma das histórias mais incríveis da literatura: Alice no País das Maravilhas.

A pedido das irmãs, Charles Dodgson, a.k.a  Lewis Carroll colocou no papel a história, que recebeu o título provisório de  “As aventuras de Alice no Mundo Subterrâneo”. O manuscrito foi entregue para a pequena Alice Liddell somente 2 anos depois daquela tarde no barco.

No entanto, Dodgson continuou a desenvolver a aventura fantástica de Alice e, exatamente em 4 de julho de 1965, “As aventuras de Alice no País das Maravilhas” foi publicado. A primeira edição ficou pouco tempo nas prateleiras, foi retirada devido às reclamações do ilustrador John Tenniel sobre a qualidade da impressão. Já a segunda tiragem foi sucesso absoluto! Alice, Chapeleiro Maluco, Gato de Cheshire (ou Gato Risonho) e toda a trupe dessa aventura lisérgica  ganharam o coração e espaço na biblioteca de muita gente ao redor do mundo! A história virou fonte de inspiração para a moda, música, filmes, games, óperas e o que a sua imaginação permitir!

Por isso, hoje é dia de Alice!

 jj_10
Pequena Alice Liddell e Charles Dodgson a.k.a Lewis Carroll

JJ_08
Alice de John Tenniel
jj_3
Alice cercada por personagens por Peter Newell
jj_07
Alice virou game – Alice in Wonderland vs. American McGee’s Alice
jj_09
Inspiração para o mundo fashion – Harper´s Bazaar China
E para finalizar, a primeiríssima versão cinematográfica da história de Carroll, produzida em 1903 – 37 anos após o lançamento do livro. Boa viagem!

Está pensando em viajar e ainda não definiu o destino? Que tal alugar uma casa na árvore!? Parece surreal, mas passar alguns dias nas alturas está virando moda. E de gente grande. Tudo começou no site Air BnB, quando alguém anunciou uma casa na árvore para alugar. De 2009 (quando o site surgiu) para cá, são mais de 200 ofertas de diversas partes do mundo: do sudeste da Ásia à paisagens bucólicas na Itália.  São tantas, que a Vanity Fair fez uma seleção das casas mais incríveis. Algumas foram originariamente  criadas para o deleite de crianças (sortudas) e depois alugadas por pais que decidiram em ganhar uma graninha extra, outras desenhadas com a finalidade de receber hóspedes com todo o conforto de um hotel. Independente do objetivo, essas casas suspensas não estão pra brincadeira. Dá uma olhada:

jj_01 jj_02 jj_03 jj_04 jj_05 jj_06 jj_07 JJ_08
Estava pensando  que casa na árvore é bagunça!? Para conferir a seleção completa, clique aqui.

Ordinary heroes

O que um super herói faz entre quatro paredes? Com humor, pop art e muita criatividade, Grégoire Guillemin nos mostra um lado mais humano de heróis e vilões famosos de HQs, vídeo games e até contos de fadas. O ilustrador francês criou a coleção “The Secret life of Heroes” com diversas ilustrações de personagens em momentos íntimos e até comprometedores que mexem com a nossa imaginação. E quem disse que herói tem que ser perfeito?

Confira alguns flagras abaixo:
jj_01 JJ_02 jj_03 JJ_04 jj_05 jj_06
 
Gostou!? Clique aqui e veja mais!